terça-feira, 20 de junho de 2017

Pessoas estúpidas e o Facebook

Se calhar sou eu que sou antiquada, mas acho ridículo pessoas que usam o Facebook para tratar de coisas que devem ser faladas pelo telefone/telemóvel/pessoalmente. Principalmente quando essas coisas dizem respeito a animais doentes. 

Exemplo 1: 

"Preciso de saber o vosso horário. É urgente." Enviado as 00:30h.

Expliquei que não estávamos online a toda hora e que urgências só pelo telefone.
-----------------------------------------------------------------------------------

Exemplo 2:

"Boa noite. Envio mensagem, para que me possam informar. Tenho uma gata com cerca de 2 anos que há 6 dias começou a espirrar e com alguma dificuldade a respirar. Tem corrimento nasal e está mais apática que o normal. O apetite está normal. É possível recomendar alguma medicação, ou tratamento?" 

Obviamente que expliquei educadamente que nao davamos consultas pelo Facebook e que era ilegal receitar coisas sem ver o animal. Claro que no final aquilo que este individuo acéfalo retirou da história, é que os veterinários só querem saber de dinheiro!
--------------------------------------------------------------------------------------------

Exemplo 3: 

"Boa tarde. Queria marcar uma tosquia para amanhã." BLAHBLAHBLAH escrito, marcação feita. 

No dia seguinte o animal não aparece. Ligamos para saber o que se passa. Parece que afinal se enganou no Facebook e não era na nossa clínica que queria marcar -.-''
-------------------------------------------------------------------------------------

Depois isto até dá historias de rir. No momento é só irritante perceber que existe tanta estupidez neste mundo e quanta dela se descobre pelo Facebook.

2 comentários:

Ângela disse...

Aconteceu na semana passada: uma miúda de praí 12/13 anos mandou uma mensagem pelo facebook a uma pessoa que eu conheço a perguntar se essa pessoa podia levar no fim de semana a autorização para a atividade porque tinha ficado sem net e não podia tratar disso pela net. A pessoa que eu conheço respondeu-lhe: "não estás na net agora?" A miúda não respondeu. Acho que acabou por tratar da autorização.
A afilhada perguntou via facebook se a pessoa podia ser madrinha de crisma. Porque é que não convidou pessoalmente? Pelo facebook é bem mais fácil. Não tem de de falar.

Ana Luisa Alves disse...

LOL épico...as pessoas perdem mesmo a noção de boa educação/princípios básicos de socialização. Fico mesmo chateada!